domingo, 20 de dezembro de 2015

Horas depois foi bombardeado um bairro residencial dos subúrbios de Damasco para matar um libanês, dirigente do Hezbolah, que tem cooperado com a Síria no combate contra o Desh. A Síria atribui o bombardeamento a Israel.