terça-feira, 3 de novembro de 2015

Graças a Deus, só lhes resta uma semana



Palavras do recém-empossado ministro português da Administração Interna, Calvão da Silva, anteontem em Albufeira:

"Ao lado dos danos patrimoniais foi a perda de uma vida e por isso mesmo eu fiz questão de começar esta visita pelos cumprimentos de condolências à família da pessoa enlutada.
Era um homem que já tinha vindo do estrangeiro, tinha 80 anos, fica a sua mulher Fátima, mas a família está determinada em também continuar.
Era um homem de apelido Viana, entregou-se a Deus.

Deus nem sempre é amigo, também de vez em quando nos dá uns períodos de provação.
 
O nível autárquico só não foi suficiente aqui em Albufeira porque a força da natureza, na sua fúria demoníaca, porque, embora os ingleses digam que é um acto de Deus, a «act of God», mas temos de traduzir isso de outra maneira, e nessa medida entrou a parte complementar distrital."

Comentário da jornalista da TVI 24: «Um ministro cheio de fé de um governo de um Estado laico»...