quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Assange: a história ainda não contada de uma luta épica pela justiça


Os norte-americanos perseguem Assange porque a WikiLeaks revelou os seus crimes no Afeganistão e Iraque: a matança por atacado de dezenas de milhares de civis que encobriram; o desprezo pela soberania e pelo direito internacional. Isso é  evidenciado de forma muito viva pela divulgação de um muito elevado número de documentos.
A WikiLeaks continua a expor a atividade criminosa dos EUA, tendo publicado há alguns neses documentos secretos de espiões dos EUA que detalham telefonemas privados dos presidentes da França e da Alemanha, e de outros altos funcionários, relativos a assuntos políticos e económicos europeus internos.
(ler o comentário de John Pilger aqui)