quarta-feira, 22 de junho de 2016

Os senhores CGD


Vogal de CAs num dos períodos mais conturbados da CGD

O PS e o PSD partilharam ao longo dos anos os lugares de presidente e vice-presidente bem como vogais da Caixa Geral de Depósitos (CGD). Excepção feita a um pequeno período depois do 25 de Abril até 1976.

 
 
 
 
 
Foram presidentes:

Jacinto Nunes (PSD) de 1976 a 1980

Oliveira Pinto (PS) de 1980 a 1989

Rui Vilar (PS) de 1989 a 1995

João Salgueiro de 1996 a 1999

António Sousa (PSD) de 2000 a 2004

Vítor Martins (PSD) de 2004 a 2005

Carlos Santos Ferreira (PS) de 2005 a 2007

Faria Oliveira (PSD) de 2008 a 2013

Álvaro Nascimento (PSD) de 201a a 2015

São muitos os membros do PS, PSD e até CDS que passaram pela CGD nas últimas décadas. Entre eles, além dos já referidos, alguns dos mais conhecidos foram: Tavares Moreira, Sousa Franco, Maldonado Gonelha, Carlos Tavares, Carlos Costa, Alexandre Vaz Pinto, Tomás Correia, Mira Amaral, Almerindo Marques, Alves Monteiro, Celeste Cardona, Armando Vara, António Nogueira Leite, e Nuno Fernandes Thomaz (este do CDS). Alguns destes passaram depois para administradores de outros bancos…

Carlos Costa, o actual Governador do Banco de Portugal, foi membro vogal de 3 Conselhos de Administração da CGD entre 7 de Abril de 2004 a 30 de Setembro de 2006, um dos períodos mais problemáticos da Caixa Geral de Depósitos.