terça-feira, 9 de agosto de 2016

Bispo católico de Aleppo afirma que a campanha militar russa em Aleppo ajudará o processo de paz, por cujos resultados os sírios aspiram


Georges Abou Khazen, Vigário católico de Aleppo
O bispo católico de Aleppo, M. Ven. Georges Abou Khazen afirmou ao Russia Today, que a maioria do povo sírio apoia a campanha contra o terrorismo realizada pela Rússia, não apenas na assistência militar mas também na promoção do processo de paz, depositando nele grande esperança. O bispo espera que em breve este processo de paz prevaleça sobre os combates na Síria. E referiu na entrevista que "a maioria do povo sírio de todas origens e credos encara a campanha militar da Rússia como uma salvação, de uma forma muito positiva, uma saída para a dureza destes cinco anos “.
Segundo este bispo, as minorias sírias sofreram especialmente neste conflito, sendo de referir que na sociedade síria existem mais de vinte religiões e grupos étnicos. O Vigário de Aleppo referiu que antes do conflito todos viviam em harmonia “A nossa sociedade anterior à guerra era como um lindo mosaico multicolor. Mas, infelizmente, foi destruído.
Descrevendo a situação desta grande cidade, disse que em Aleppo não há electricidade e o fornecimento de água foi interrompido. A falta de água foi o que tornou a vida mais dura durante este último mês. E que muitas famílias fugiram à violência e às condições de combates contínuos, Mas acrescentou “À luz dos recentes avanços militares na região de Aleppo, esperamos que as tensões se reduzam e que a situação na cidade melhore”.
O Papa Francisco nomeou Georges Abou Khazen em 2013 Vigário Apostólico de Aleppo e Bispo titular de Rusadus depois da resignação do seu antecessor.

Sem comentários:

Enviar um comentário