sábado, 10 de outubro de 2015

O empreendedorismo baseado no desemprego

Resultado de imagem para Empreendedorismo e baixos salários
Segundo a Lusa, uma tese de doutoramento da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra conclui que a maioria do empreendedorismo em Portugal é de necessidade, gera turbulência no tecido empresarial e contribui para o crescimento “anémico” da economia.
A tese de doutoramento, iniciada em 2012, constata que a maioria do empreendedorismo português surge alavancado pelo desemprego, o que leva a que esteja associado a um empreendedorismo “por necessidade”, ao invés de “por oportunidade”, indiciando que não contribui para o crescimento da economia, disse à agência Lusa o autor da tese, Gonçalo Brás.
Segundo o investigador, um dos “traços preocupantes do empreendedorismo em Portugal” é este ser alimentado pelo Governo, “em programas como o ‘Empreende Já’”, em que o desemprego “é condição ‘sine qua non’ [obrigatório] para haver apoio”.
O desemprego como alavanca para o empreendedorismo leva a que as pessoas “sejam empurradas para o mercado, muitas vezes impreparadas, o que pode resultar no endividamento das pessoas”, sublinhou.

Sem comentários:

Enviar um comentário