sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Votação do Parlamento Europeu sobre o direito à água


 
Na sequência da iniciativa cidadã sobre o direito à água, o MUSP congratula-se com  a  expressiva  votação  do  Parlamento  Europeu,  que  decidiu  de  forma inequívoca  -  com  363  votos  a  favor  e  96  contra  -  exigir  à  comissão  europeia que legisle sobre o direito à água.
Esta decisão que surge também na sequência da decisão das Nações Unidas de declararem  o  acesso  à  água  como  um  direito  humano,  vem  dar  uma  nova esperança  a  todos  aqueles  que  defendem  o  direito  à  água  e  o  seu  acesso universal.
Sabemos  que  esta  vitória  ainda  não  é  uma  vitória  plena  que  permita  a reversão  dos  processos  de  privatização  de  serviços  de  abastecimento,  mas  é um grande passo nesse sentido.
O acesso à água definido como uma direito universal, reforça a ideia há muito defendida  pelo  movimento  de  que  a  água  não  pode  ser  entendida  com  um  bem comercializável, mas sim como um direito fundamental e um bem escasso que importa preservar.
Desta  forma  o  movimento  gostaria  de  ver  este  assunto  discutido  na  campanha eleitoral  e programas  eleitorais,  definindo  as  diversas  forças  políticas  de forma  clara  a  sua  posição,  sendo  que  o  MUSP  defende  o  voto  nas  forças politicas que, de forma inequívoca, façam a defesa dos serviços públicos.
Este é o momento para todos serem claros em matéria de serviços públicos. É o  momento  para  se  assumirem  posições  em  matérias  que  definem  o  nosso presente futuro coletivo. A água é uma dessas matérias.
Esperamos que as diversas forças politicas esclareçam a sua posição.
 
Lisboa, 9 de Setembro de 2015

1 comentário: