domingo, 28 de julho de 2019

Tensão no Golfo Pérsico

Segundo o RT, um porta-voz do governo iraniano alertou para que, Enquanto Teerão e Londres estão presos por causa das apreensões de navios-tanque, a proposta britânica de enviar uma missão naval da UE ao Golfo Pérsico só aumentará as tensões atuais.
A ideia de implantar uma frota europeia para patrulhar o Golfo Pérsico "envia uma mensagem hostil " e é "provocatória e aumentará as tensões", disse Ali Rabiei neste domingo, citado pela agência de notícias Fars.
A segurança na região deve ser mantida pelas próprias nações do Golfo, e não pelas potências estrangeiras, ressaltou o porta-voz.
As tensões entre o Irã e o Reino Unido começaram a aumentar em 4 de julho, quando a polícia britânica da Royal Navy e Gibraltar apreendeu o super petroleiro iraniano Grace 1 na costa sul da Espanha. Autoridades em Londres disseram que o navio era suspeito de transportar petróleo para a Síria, violando as sanções da UE. Teerão negou qualquer irregularidade.

Em 19 de julho, o Corpo de Guardas da Revolução Islâmica do Irão apreendeu o petroleiro Stena Impero, de bandeira britânica, no Estreito de Ormuz, que, segundo ele, violou as regras marítimas.
Esses incidentes levaram Teerão e Londres a acusarem-se um ao outro de "pirataria".
Na segunda-feira, o ministro das Relações Exteriores do Reino Unido, Jeremy Hunt, pediu que uma missão naval europeia combinada seja enviada para garantir a segurança dos navios no Estreito de Hormuz, que liga o Golfo Pérsico ao Oceano Índico.
O ministro alemão da Defesa, Annegret Kramp-Karrenbauer, disse que Berlim considerará aderir à missão desde que haja "clareza" sobre sua forma. A França, a Itália e a Dinamarca também expressaram interesse em aderir.
O chanceler iraniano, Mohammad Javad Zarif, acusou os conservadores da política externa de Washington de tentar empurrar Londres para um conflito com o Irão "na esperança de o arrastarem para um pântano". No sábado, alertou autoridades dos EUA contra as perspectivas de uma acção militar limitada contra Teerão. "A guerra curta com o Irão é uma ilusão" , disse ele.

Sem comentários:

Enviar um comentário