sábado, 20 de janeiro de 2018

Esquerda une-se para denunciar a “fraude” das eleições sem Lula

Tribunal pode confirmar condenação de ex-Presidente na próxima semana. Afastada durante muito
tempo, a esquerda brasileira parece ter encontrado uma causa para se reaproximar do PT
 
O Público de hoje refere uma sessão realizada em Lisboa na 5ª f passada com a pré-candidata do PC do B. Manoela D' Ávila.
 
É na eventual condenação do ex-Presidente Lula da Silva que a esquerda encontrou espaço para unir
esforços, contra aquilo que dizem ser a “judicialização da política” nacional.
Até dia 24, o Brasil suspende a respiração enquanto não é revelado o destino de Lula. Depois disso, tudoé mais incerto.
 
“O ciclo político actual do Brasil será determinado” pela decisão dos três juízes do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região de Porto Alegre, que na quarta-feira se vão pronunciar sobre o caso em que o ex-Presidente é acusado de ter recebido um suborno no âmbito das investigações da Operação Lava-Jato. Quem o afirmou foi o antigo ministro Tarso Genro durante uma sessão pública em Lisboa esta  semana.
Ao seu lado estava a candidata às eleições presidenciais pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), Manoela D’Ávila, para reforçar o sentimento de solidariedade que envolve a esquerda brasileira em torno de Lula. “Qual é o sentido de o Presidente mais popular da História, que lidera as sondagens, fi car de fora das próximas eleições?”, questiona a deputada estadual do Rio Grande do Sul.
 
O tribunal de segunda instância vai decidir se confirma ou anula a condenação a nove anos e meio de prisão emitida no Verão do ano passado pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação da Lava-Jato. Uma nova condenação inviabiliza a recandidatura de Lula, que lidera as intenções de voto com larga vantagem, de acordo com as sondagens mais recentes do Ibope. Em causa está a acusação
de que Lula terá recebido cerca de 2,2 milhões de reais (quase 600 mil euros) de uma construtora para pagar obras num apartamento de luxo em Guarujá (São Paulo).
A defesa defendeu sempre que a propriedade não pertence ao ex-Presidente e esta semana fez chegar ao tribunal documentos que mostram que o apartamento foi penhorado para pagar dívidas da construtora e,portanto, não pertencia a Lula.
O Tribunal pode confi rmar condenação de ex-Presidente na próxima semana.

Afastada durante muito tempo, a esquerda brasileira parece ter encontrado uma causa para se  reaproximar do PT segundo esta lógica que a esquerda brasileira encontrou margem para se aproximar. Apesar de a generalidade dos partidos perfilar candidatos para as eleições presidenciais de Outubro,todos concordam que “eleição sem Lula é fraude” — o lema de uma sériede manifestações de apoio ao ex-Presidente marcadas para os próximos dias e de um manifesto promovido
por intelectuais e políticos brasileirosque já reuniu mais de cem mil subscritores.
 
E é também uma frase do próprio Lula, que numa entrevista ao El País diz que, sem ele, as presidenciais serão uma “fraude”.
João Ruela Ribeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário