sexta-feira, 5 de novembro de 2021

O russo FM Lavrov denuncia "Cúpula pela Democracia" dos EUA

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, denunciou os Estados Unidos por planearem realizar uma "Cimeira pela Democracia" numa entrevista recente, informou hoje a agência de notícias russa TASS.

Já numa declaração em 11 de agosto, a Casa Branca tinha dito que o presidente dos EUA, Joe Biden, realizaria uma "Cimeira (virtual) pela Democracia" em 9 e 10 de dezembro, declarando que ela reuniria líderes de um grupo diversificado de democracias de todo o mundo".

"A Cimeira pela Democracia" tem o objetivo de classificar pessoas e países em democráticos e não democráticos", disse Lavrov ao canal de TV Rossiya-24.

"Do meu ponto de vista os americanos desejam obter o máximo de lealdade para criar a impressão de que existe uma multidão liderada por Washington."  

Lavrov disse ter a certeza de que os Estados Unidos farão tentativas de atrair para a iniciativa alguns dos parceiros e aliados estratégicos da Rússia.

Alguns desses parceiros têm sussurrado aos ouvidos de governantes russos que foram solicitados para estarem preparados e que um convite estava para lhes chegar em breve.

Questionados sobre o que farão lá, eles respondem, vão fazer uma declaração online. Uma declaração final será emitida depois. Sobre a possibilidade de a ver antes, esses parceiros responderam que seria mostrado mais tarde

"É um tipo de relacionamento entre soberanos e vassalos.", comentaria Lavrov.



Sem comentários:

Enviar um comentário